Vendas na RMC registram queda de 3,24% em setembro


Movimento na Rua 13 de Maio de Campinas (Foto: Luciano Claudino / Código19)

O comércio comercial da RMC (Região Metropolitana de Campinas) faturou em setembro R $ 2.640 bilhões. O valor é 3,24% menor do que o arrecadado em agosto, R $ 2.725 bilhões, mas 2,92% superior a setembro de 2020, com R $ 2.566 bilhões.

Na avaliação do economista da Acic (Associação Comercial e Industrial de Campinas), Laerte Martins, o resultado de setembro sofreu influência direta de uma série de fatores atuais envolvendo a pandemia. Entre eles, um publicado.

"No acumulado do ano, a taxa já atingiu 6,9% e, com isso, os juros se elevam, por meio da Selic, o Real se desvaloriza, e o câmbio sobe, impossível na perda do poder de compra dos consumidores. Soma -se a estes indicadores econômicos negativos o fato de setembro ter um dia a menos ", explica o especialista.

Ainda de acordo com a Acic, o comércio eletrônico aumentou 29,5%. O montante saltou de R $ 155,1 milhões em agosto para R $ 200,8 milhões em setembro. O período também sofreu reflexos das vendas do Dia das Crianças (veja mais abaixo).

Já a inadimplência na região registrou acúmulo de 493.907 carnês não pagos no último mês, o que corresponde a R $ 355,6 milhões em valores de endividamento.

SEGMENTOS

As vendas de "Bens Não Duráveis" no RMC cresceram 9,2% nos supermercados, 7,5% no de pós de cartas e 5,2% no de drogarias e farmácias. Já entre os "Bens Duráveis", materiais de construção subiram 4,95% e vestuário, 0,35%.

O setor de bares e resultados apresentação de elevação de 0,95% nas vendas. Já os de Serviços, Turismo e Transportes, de maneira geral, registraram queda de 0,42%.

DIA DAS CRIANÇAS

As vendas do comércio eletrônico referentes ao Dia das Crianças atingiram 19,5% de crescimento somando os dados de toda a Região Metropolitana de Campinas em relação ao ano passado, passando de R $ 106,3 milhões para R $ 127 milhões.

No geral, o comércio registrado avanço de 1,86% em comparação com o mesmo período de 2020, quando houve redução de 2,58% nas vendas, devido à pandemia. O faturamento passou de R $ 416,9 milhões para R $ 424,6 milhões neste ano.

Somente em Campinas, o crescimento acompanhou o da RMC, 1,86%: saiu de R $ 209,5 milhões para R $ 213,4 milhões. Além disso, o valor médio do presente apresentação expansão de 2,67% e atingiu R $ 154,00, contra R $ 150,00 de 2020.



Source link

Escreva um Comentário