Secretaria da Saúde confirma duas mortes por gripe na Região


A Secretaria de Saúde do Paraná (Sesa-PR) confirmou nesta quarta-feira (18) a morte de duas pessoas pelo vírus influenza na região. Conforme boletim, morrer uma menina de 1 ano, moradora de Mandaguari e uma mulher de 29 anos, em Marilândia do Sul.

De acordo com a 16ª Regional de Saúde (RS), um jovem de 29 anos deu entrada no Hospital da Providência em 13 de dezembro e foi encaminhado para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Uma mulher não resistiu e faleceu no mesmo. A causa, segundo chefe da Divisão de Vigilância em Saúde da 16ªRS, foi pneumonia não especificada e influenza B. Não foi possível obter informações sobre a morte registrada em Mandaguari, pois o município faz parte de outra região.

Costa explica que entre os vários tipos de vírus da gripe, o H1n1 é o mais difundido e com o maior número de casos. "O período mais crítico é no inverno, porque as pessoas estão mais propícias a causar doenças do clima", informa.

No entanto, ele orienta que as medidas de prevenção de queixas devem ser mantidas, mesmo no verão. “Além da vacina, entre medidas preventivas estão a higienização frequente das mãos, principalmente antes das refeições e ventilação constante dos ambientes”, alterações.

Os principais sintomas da queixa são febre alta, acima de 38 graus, com início repentino; além de dor de garganta e cabeça, calafrios, dor de cansaço e seca seca. Diante dos sintomas, a recomendação é para procurar atendimento médico nas unidades de saúde. "Diante de qualquer sintoma, procure um médico e evite a automedicação", oriente.

CASOS
Segundo relatório da Sesa, havia 672 casos confirmados de síndromes respiratórias agudas provocadas pelo vírus Influenza de janeiro até agora. São 12 casos a mais que a publicação anterior, dia 27 de novembro.

Associada ou não a outras comorbidades, como por exemplo, diabetes, obesidade e doenças cardiovasculares, hepáticas e renais, uma infecção por vírus da Influenza provocada por 129 óbitos no Estado neste período de monitoramento.

De acordo com o boletim, os casos de queixas são registrados em todas as regiões do Paraná. As cidades que apresentam maior número de casos confirmados de infecção são: Curitiba, com 157; Foz do Iguaçu, com 76; Ponta Grossa, com 38, e São José dos Pinhais, com 31.



Source link

Escreva um Comentário