Sada Cruzeiro se impõe contra Vôlei Renata / Campinas e vence por 3 sets a 0


Apesar do equilíbrio apontado nas prévias, o Sada Cruzeiro se impôs contra o Vôlei Renata / Campinas, neste sábado (30), no Riacho, em Contagem, Região Metropolitana de Belo Horizonte, pela 2ª revisão da Superliga Masculina. O Cruzeiro venceu por 3 define um 0. As parciais foram de 25/12, 26/24 e 25/21. O confronto é projetado como uma eventual final da Superliga. A derrota do atual bicampeão paulista é a segunda da equipe na competição. Na rodada anterior, Campinas perdeu para o Sesi por 3 sets a 2.

O técnico Felipe Ferraz escalou o Cruzeiro com o levantador Fernando Cachopa, as centrais Otávio e Isac, os ponteiros López e Rodriguinho, o oposto Wallace e o líbero Lukinha. Já o Campinas, do treinador Marcos Pacheco, iniciou o confronto com o levantador Cristiano, o oposto Evandro, os ponteiros Canuto e Adriano, os centrais Barreto e Lucão e o líbero Alexandre.

Revista Brasil Líbano Dia dos Pais

A superioridade do Cruzeiro foi imposta já nos minutos iniciais do primeiro conjunto, quando abriu seis pontos em relação ao Campinas em 12 a 6. Os visitantes cometeram muitos erros, desde os saques até aos levantamentos. O nervosismo, inclusive, foi apontado por Pacheco no primeiro de tempo. O Cruzeiro encaminhou a vitória no primeiro conjunto ao abrir dez pontos em 18 a 8. Pacheco chegou a lançar à quadra o levantador González e o ponteiro Lima nos lugares de, respectivamente, Cristiano e Adriano. Entretanto, o Cruzeiro fechou a parcial em 25 a 12.

Já no segundo set, Campinas voltou à quadra com o Judson central no lugar de González. Ao contrário do conjunto anterior, este foi mais equilibrado. A parcial foi disputada ponto a ponto ponto até os visitantes abrir três pontos em 9 a 6. Ferraz, então, pediu tempo. Os mandantes reverteram a desvantagem e fez 12 a 10. Àquela altura, o oposto Oppenkoski, que viria a ser eleito o melhor jogador da partida, já anterior substituído Wallace. O conjunto voltou a ser disputado ferrenhamente até Campinas, liderado por Judson e pelo oposto Evandro, fazer 23 a 21. Ferraz voltou a fazer nova intervenção. O Cruzeiro retomou a dianteira e fechou o conjunto em 26 a 24.

CCAA Capinópolis

Oppenkoski seguiu em quadra no terceiro set por opção técnica de Ferraz. Diante da necessidade de sobreviver no confronto, o Campinas manteve o ritmo apresentado no set anterior. Apesar da disputa ponto a ponto no início da parcial, o Cruzeiro abriu cinco pontos em 8 a 3. A vantagem levou Pacheco a lançar mão de um pedido de tempo logo no início para levar os jogadores visitantes de volta ao confronto. O Campinas se recuperou e ficou um ponto do Cruzeiro. Entretanto, os mandantes voltaram a abrir boa vantagem, administrada até o final do conjunto terceiro. A parcial foi de 25 a 20. O Sada Cruzeiro foi razoavelmente superior tanto nos pontos ganhos em saque quanto em recepção.

A vitória alça o Cruzeiro à liderança provisória da Superliga, já que, na estreia, a equipe bateu o Farma Conde São José por 3 sets a 0 – o Sada Cruzeiro sequer perdeu um conjunto até o momento na competição. A liderança na tabela será confirmada caso o Funvic / Natal não vença o Brasília Vôlei por 3 sets a 0, neste domingo (31), às 21h30, em Taguatinga. O Cruzeiro voltar à quadra no próximo sábado (6), no Ginásio Tancredo Neves, às 21h30.

Alexandre Santos Gomes advogado em Capinópolis

Fonte: O Tempo



Source link

Escreva um Comentário