Retorno às escolas acontece a partir desta 2ª; rede municipal de Campinas volta dia 3 – Hora Campinas


O retorno obrigatório dos alunos das escolas estaduais, municipais e particulares às unidades acontece a partir desta segunda-feira (18) em todo o estado de São Paulo. O anúncio foi feito na última quarta-feira (13) pelo governador João Doria (PSDB). A expectativa é que os colégios respeitem os protocolos de segurança e que peçam a colaboração da família nesse retorno.

A volta está sendo possível por conta do avanço da vacinação e da queda de óbitos e internações. A taxa de imunização completa dos adultos no estado de São Paulo supera 82%.

Em Campinas, os 67 mil alunos da rede municipal devem de retomar as aulas presenciais a partir de 3 de novembro, após o feriado de Finados.

A Prefeitura de Campinas, por meio da Secretaria Municipal de Educação, confirma que vai seguir todas as orientações sanitárias neste retorno.

Segundo o governo paulista, todos os protocolos sanitários serão coletivos. Até o final deste mês, vale o esquema de revezamento planejado por cada escola, de acordo com sua capacidade física. Muito provavelmente haverá volta gradual dos alunos.

A partir de 3 de novembro, não haverá mais a obrigatoriedade do distanciamento de um metrô e do revezamento entre os alunos nas aulas presenciais.

A medida, segundo o governo, vai ampliar o acesso e a frequência dos estudantes da educação básica à unidade escolar para 100% dos estudantes presentes simultaneamente.

“Tenho certeza que, como eu, pai de três adolescentes, todos aqueles que são mães e pais estão felizes com a possibilidade de seus filhos retomarem às aulas. Para garantir a segurança do retorno às aulas presenciais, todos os protocolos sanitários, como o distanciamento de um metro entre os alunos, uso obrigatório de máscara e álcool em gel, serão aproveitados até o final de outubro ”, afirmado Doria durante o anúncio.

De acordo com o governo, a imunização de 97% dos profissionais da educação, com esquema vacinal completo, garantia maior segurança para um retomada por completo das aulas. Além disso, 90% dos adolescentes de 12 a 17 anos já tomam a primeira dose da vacina contra a Covid-19.

Exceção

Poderão permanecerá em atividade remota dos seguintes grupos:

♦ Jovens pertencentes ao grupo de risco, com mais de 12 anos, que não tenham completado seu ciclo vacinal contra Covid-19;

♦ Jovens gestantes e puérperas;

♦ Crianças menores de 12 anos pertencentes ao grupo de risco para Covid-19 para como quais não há vacina contra a doença aprovada no País;

♦ Jovens com mais de 12 anos com comorbidades e que não tenham completado o ciclo vacinal contra Covid-19;

♦ Estudantes com condição de saúde de maior fragilidade à Covid, mesmo com o ciclo vacinal completo, comprovada com prescrição médica para permanecer em atividades remotas.



Source link

Escreva um Comentário