Passeio “Do Cafezal ao Cafezinho – Sítio Flor da Lua” propõe uma experiência turística em torno do café


Que tal ter a oportunidade de vivenciar um passeio relacionado ao universo do café e ligado à história da cidade de Campinas? É o que está programado não passeio “Do Cafezal ao Cafezinho – Sítio Flor da Lua”, que será realizado no próximo dia 14 de novembro, em meio ao feriado da República, a partir das 9h. As vagas são limitadas. Acesse o link.

A atividade será no sítio Flor da Lua, localizado em Sousas, um todo o processo do café, da plantação, colheita, torra até a hora de servir a bebida, com diferentes métodos de extração conduzidos pela barista e jornalista Sandra Racy, especial na história do café em Campinas e que comanda a seção “Hora do Café” no Campinas.com.br.

O café faz parte da história brasileira desde o século 18 e está ligado à origem da cidade de Campinas, permeando sua arquitetura, formação e organização do centro histórico, aos caminhos de expansão do interior paulista, a chegada da estação de trem. Tudo se mistura com o café.

Elemento de grande importância histórica, o café também vem ganhando novos usos e lugares, a chamada quarta onda. Assim, o Sítio Flor da Lua, junto com a agência receptiva de turismo local Próximo Passeio, resolveram se unir para propiciar ao público uma experiência única em Campinas, que resgate esta história em um dos poucos locais locais produtores de café. A experiência turística será oferecida nos segundos domingos do mês como opção de passeio na cidade, ao ar livre e em contato com a natureza.

O dentista Cid Manicard, sócio-proprietário do sítio, além de ser mestre em torra, ele e sua família são responsáveis ​​pela produção do café no sistema agroflorestal, que também será conhecido dentro do passeio.

O método de agrofloresta mescla a cultura de importância agronômica em consonância com a floresta, ou seja, além da produção de um ótimo café, o sistema é uma forma sustentável de plantação de alimentos, auxiliando também a recuperação do meio ambiente, não deixando que ele seja agredido.

A experiência do tour é totalmente imersiva, passando por todo o processo, chegando até ao café do próprio sítio que é passado e coado na hora.

Além do café tradicional passado no coador, a barista Sandra Racy vai apresentar o universo da chamada quarta onda do café em um mini workshop em que irá explicar os diferentes métodos de extração, como a prensa francesa, conhecida também como cafetière à pison. Incluído no cardápio, haverá ainda o café expresso e o método Vaio. Para fechar a atividade, ela ensina como preparar um mocaccino, uma bebida para os participantes prepararem em casa.

O tour segue os protocolos de segurança, com a obrigatoriedade do uso de máscaras, orientação de distanciamento social para que não ocorram aglomerações e todos podem aproveitar o momento de forma segura.

Roteiro:

08h30 – Ponto de encontro na portaria do Condomínio Colina do Atibaia (estrada com trecho de terra);
08h40 – Saída em comboio para o Sítio Flor da Lua *;
09h00 – Café de boas vindas no Sítio Flor da Lua;
09h40 – Tour pelo cafezal e apresentação do sistema de agrofloresta;
10h40 – Mini workshop com barista e métodos de extração com degustação do café especial Flor da Lua em 4 tipos de métodos diferentes;
12h00 – Previsão de encerramento.

* É necessário transporte particular, ou seja, não há possibilidade de se chegar de transporte público até o sítio, sendo o percurso composto por estrada de terra em área rural.



Source link

Escreva um Comentário