Mutirão em escolas busca ampliar cobertura vacinal de adolescentes em Campinas – Hora Campinas


A Secretaria Municipal de Saúde inicia nesta segunda-feira (13 de dezembro) mais um esquema de vacinação em escolas públicas de Campinas. A ação faz parte da iniciativa “Campinas Vacina Mais / Escola”, que pretende aumentar a cobertura vacinal dos adolescentes. Além dos alunos, estão vacinados trabalhadores das escolas e familiares dos estudantes. Nesta segunda-feira, as vacinas estão sendo aplicadas nas escolas estaduais “Telêmaco Paioli Melges”, na região Norte, e “Orlando Signoreli”, na região Sudoeste. Outras duas escolas da região Norte da cidade, receba a vacinação nos dias 16 e 17, quinta e sexta-feira. As vacinas são aplicadas pelas equipes dos centros de saúde.

A vacinação nas escolas foi fornecida depois que um levantamento do Departamento Municipal de Vigilância em Saúde (Devisa) apontou que cerca de 23 mil alunos da rede estadual com idade a partir de 12 anos estão sem a primeira dose da vacina. Em relação à segunda dose, são cerca de 14 mil com a imunização incompleta.

Em Campinas, a cobertura vacinal de primeira dose dos adolescentes entre 12 e 14 anos é de 66,5%. Entre as pessoas de 15 a 17 anos, a cobertura é de 68,1%. Em relação à população adulta, a cobertura vacinal completa é de 92,4%, segundo levantamento recente publicado nesta segunda-feira, dia 6 de dezembro.

Na faixa de 18 a 24 anos, uma Secretaria de Saúde registrava na última segunda-feira que 108.259 pessoas tomaram a primeira dose. O problema é que o público-alvo para esta faixa é de 147.833. Isso significa que menos de 75% do público-alvo foi atingido até agora.

Vacina

Até a última sexta-feira, de acordo com o site oficial da Prefeitura de Campinas, uma Saúde aplicada 2.027.939 milhões de vacinas na cidade, das quais 964.159 na primeira dose, 919.943 na segunda e 143.837 doses de reforço.

As escolas do Vacina Mais

13/12 – Escola Estadual “Doutor Telemaco Paioli Melges” (CS Cássio Raposo)

13/12 – Escola Estadual “Orlando Signorelli” (CS DIC VI)

16/12 – Escola Estadual “Édson Luiz Schmidt” (CS San Martin)

17/12 – Escola Estadual “Guido Segalho” (CS Aurélia)

Documentos

Os menores de idade devem levar RG e / ou CPF. Todos os alunos serão vacinados, exceto aqueles que levarem o termo de recusa assinado pelos pais. O documento é disponibilizado pela escola, desde terça-feira, 7 de dezembro, e também está disponível no site https://vacina.campinas.sp.gov.br.

Os adultos precisam apresentar apenas o documento de identificação. No caso de segunda dose ou dose adicional, é preciso levar, também, a carteira de vacinação. Os intervalos e regras do Programa Estadual de Imunização também serão seguidos nas ações nas escolas.

Intervalo

♦ Vacina da Pfizer – para receber a segunda dose da Pfizer é preciso um intervalo de pelo menos 21 dias (três semanas) para pessoas a partir de 18 anos. No caso de adolescentes, o intervalo é a partir de oito semanas.

♦ Vacina Astrazeneca – o intervalo entre as doses da vacina da Astrazeneca é de, no mínimo, oito semanas.

♦ Vacina CoronaVac – o intervalo entre as doses da vacina CoronaVac é de quatro semanas.

♦ Vacina Janssen – o intervalo entre as doses é de 61 dias.

♦ Dose adicional – pessoas a partir de 18 anos precisam ter completado o esquema vacinal há pelo menos quatro meses. Pessoas com alto grau de imunossupressão podem receber uma dose adicional a partir de 28 dias da segunda dose.



Source link

Escreva um Comentário