Jovem atleta de basquete de Campinas morre nos Estados Unidos


Artur Bandiera Sálvio morreu nos EUA (Foto: Reprodução / Facebook)

O estudante de 15 anos Artur Bandiera Sálvio, de Campinas, morreu na última terça-feira (2), em Cumberland, Rhode Island, nos Estados Unidos. A causa da morte ainda é desconhecida e deve ser investigada.

O jovem também era jogador de basquete e intercâmbio na escola Bishop Walsh, que informou em um comunicado que ele passou mal durante a noite e que "não houve sinais de crime, ou abuso de drogas no local".

O pai do jovem, Marcelo Bandiera, é professor de basquete da secretaria de Educação de Campinas, além de treinador do Clube Regatas Campineiro, onde viu o filho iniciar a prática do esporte.

Artur venceu o Campeonato Paulista sub-12 em 2018, quando foi eleito o melhor atleta do torneio. Depois, também foi campeão paulista e melhor jogador do sub-13 na Grande São Paulo.

NOTAS DE PESAR

A pasta municipal de Esportes e Lazer lamentou o falecimento. "Artur estava jogando basquete que era sua grande paixão e estudando, realizando seu sonho. À família enlutada, nossas condolências", diz o texto.

Além da secretaria, a FPB (Federação Paulista de Basquete) e a LBF (Liga de Basquete Feminino) também emitiram pesar pela morte.

A CBB (Confederação Brasileira de Basquete) cita que Artur é filho do técnico Marcelo Bandiera, "um apaixonado pelo basquete como toda a família. Nossos pêsames, pensamentos e orações".

O time de basquete feminino Vera Cruz Campinas publicou no Facebook uma nota na qual define o jovem como um "garoto doce, de futuro promissor" e exalta os títulos conquistados por ele.

O Clube Regatas também se manifesta em uma postagem no Facebook com uma foto de toda a família de Artur. O texto fala que o jovem "nasceu no Regatas, filho do nosso técnico Marcelo Bandiera".

Além disso, fala que o garoto "respirava basquete, desde muito novo" e "acompanhava o pai nas viagens". "Estamos sem chão", encerra a nota.



Source link

Escreva um Comentário