Com 211,6 mm, Campinas tem 4ª primavera mais seca da história e Cepagri alerta para chance de chuva abaixo da média no verão | Campinas e Região


A primavera terminou às 12h58 desta terça-feira (21), em Campinas (SP), com o título de quarta mais seca desde que teve início a série histórica na metrópole, em 1998. Considerando o volume a partir de 22 de setembro, quando a estação começou, foram registrados 211,6 milímetros de chuva, conforme o Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura (Cepagri).

O verão, que teve início com o fim da primavera, deve ter condições semelhantes à estação anterior na metrópole, de acordo com a meteorologista do Cepagri, Ana Ávila. A previsão é de registro de chuva com volume entre o normal e "abaixo da média para o período". Leia a análise abaixo.

Veja série histórica de chuva na primavera em Campinas

2021 211,6 mm
2020 166,4 mm
2019 251,7 mm
2018 477,5 mm
2017 351 mm
2016 266,7 mm
2015 394,9 mm
2014 225,8 mm
2013 211,8 mm
2012 190,2 mm
2011 377,7 mm
2010 318 mm
2009 570,5 mm
2008 280,5 mm
2007 325,6 mm
2006 486,1 mm
2005 301,2 mm
2004 404,6 mm
2003 267,7 mm
2002 295,4 mm
2001 390,7 mm
2000 553,6 mm
1999 183,6 mm
1998 343,8 mm

Não só na primavera o volume de chuva em Campinas foi baixo dentro da série histórica. Desenho todo o ano de 2021, choveu na metrópole 924 mm. A média anual é de 1,433 mm.

Dentro do cenário de chuva entre a média normal e ligeiramente abaixo dela, Ana detalha que é esperada a alta variabilidade de espaço e tempo nos registros. O período de maior seca deve ocorrer em fevereiro.

"E, consequentemente, a temperatura pode ser maior neste mês. De forma geral, é esperada alta variabilidade também na temperatura, ou seja, dias com temperatura normal a abaixo da média e dias quentes e secos, mais quentes do que a média" , explica um meteorologista.

E as festas de fim de ano?

É esperado o registro de chuva e queda de temperatura nos dias que antecedem em Natal.

"As chuvas são esperadas entre os dias 22 e 23, em virtude da passagem de uma frente fria, e serão seguidas por declínio nas temperaturas. No dia 23, a condição de céu nublado a encoberto com chuvas oferece temperatura amenas e baixa amplitude térmica" , adianta Ana.

As temperaturas devem ser observadas, principalmente, nas viradas dos dias 23 para 24 e, principalmente, 24 para 25, quando o dia amanhece com mínimas em torno de 13 ou 14ºC.

"Já a partir do dia 25, a menor cobertura de nuvens oferece nova elevação das temperaturas. Há indicativos de chuvas entre os dias 27 e 29, que podem ser volumosas", finaliza Ana.

PLAYLIST: tudo sobre Campinas e Região



Source link

Escreva um Comentário