Cinco cidades da região de Campinas antecipam 2ª dose da Pfizer contra Covid-19; veja lista | Campinas e Região


Os municípios que optaram pela antecipação são Americana (SP), Campinas (SP), Hortolândia (SP), Indaiatuba (SP) e Sumaré (SP). Cada um deles definiu um esquema próprio.

Na metrópole, como doses serão adiantadas somente para moradores que receberam ou imunizante a partir desta quinta. A exceção ocorre no caso de pessoas que não estão nas condições de comparação na unidade de imunização na data designada.

Nas demais cidades, casos de antecipação já a partir desta sexta-feira (24), como em Americana, e outros municípios que aguardam o recebimento de mais doses do imunizante da Pfizer para antecipar a imunização, como Hortolândia, Indaiatuba e Sumaré.

Que vacina é essa? Pfizer Biontech

Que vacina é essa? Pfizer Biontech

Americana antecipou nesta quinta a aplicação da segunda dose da vacina da Pfizer. O agendamento já pode ser feito a partir de hoje, por meio do site. O morador que estiver dentro do prazo para antecipação conseguirá agendar no sistema, que foi adaptado para isso.

De acordo com a prefeitura, a antecipação vale tanto para os moradores que tomaram a primeira dose do imunizante antes desta quinta, quanto para os que vão tomar a partir dos dados.

O agendamento oferta vagas para que os interessados ​​aptos antecipem já para esta sexta-feira (24) a segunda aplicação.

Campinas decidiu, nesta quinta, adotar a antecipação na segunda dose da vacina da Pfizer. No entanto, a mudança de 12 para oito semanas entre a primeira e as segundas aplicações só vale na metrópole para os novos imunizados. Confira aqui os detalhes da decisão.

Ou seja, somente os moradores que tomarem a primeira dose a partir desta quinta obter um dado da segunda aplicação antecipada. No caso deles, o retorno para completar o esquema vacinal já será marcado para o prazo de oito semanas no ato da primeira dose.

"As pessoas que já estão com os dados da segunda dose marcada devem seguir os dados anotada pelo serviço de saúde na carteira de vacinação", ressaltou a Secretaria de Saúde.

A exceção é para casos em que uma pessoa vacinada com a primeira dose há mais de oito semanas não tem condições de comparação na unidade de imunização na dados indicados.

A Secretaria de Saúde disse que "obtido caso a caso", mas não informou como pessoas confirmadas como a ausência de dados esperada e também como a prefeitura vai fazer essa análise.

Hortolândia confirmou nesta quinta que vai antecipar uma aplicação da segunda dose da vacina da Pfizer, mas informou que previsão de início da imunização antecipada em 4 de outubro. Por meio da assessoria de imprensa, a cidade justificou que programa a ação porque, no momento, estuda pontos para ofertar a vacinação.

Indaiatuba antecipa a aplicação da segunda dose da Pfizer para moradores. A cidade informou, porém, que a antecipação passa a ocorrer apenas a partir da semana que vem, em data ainda a ser definida. A justificativa apresentada é que o município precisa receber doses do imunizante.

Sumaré também confirmou, na noite desta quinta, que vai seguir a orientação do estado e antecipar a aplicação da segunda dose da Pfizer. A assessoria de imprensa da cidade informou, porém, que a aplicação vai ter início apenas quando o municipal receber novos lotes de doses do imunizante, sendo que não há previsão para o recebimento.

O governo de São Paulo anunciou a orientação para que os municípios reduzam de 12 para oito semanas o tempo de aplicação da segunda dose da vacina da Pfizer nesta quarta-feira (24).

A secretária estadual do Programa de Imunização, Regiane de Paula, disse que já declarada uma primeira dose do imunizante pode completar o esquema vacinal quatro semanas antes do prazo indicado na sua carteira de vacinação.

Ainda de acordo com a coordenadora, cerca de 2 milhões de doses foram encaminhadas aos 645 municípios na quarta para o estado pode fazer essa antecipação.

VÍDEOS: Tudo sobre Campinas e Região



Source link

Escreva um Comentário