Barretos, uma cidade ‘submersa’ em poucas horas – Hora Campinas


Os moradores de Barretos, Norte de São Paulo, a 330km de Campinas, viveram momentos de tensão e desespero com a forte chuva que desabou nesta quinta-feira à tarde (6). Carros arrastados pela xurrada, casas e estabelecimentos comerciais invadidos pela água, pontes desabadas, asfalto destruído pela correnteza e pessoas ilhadas. O cenário foi de caos. Vídeos e fotos mostram a dimensão dos estragos. O Hora Campinas Vários deles, que evidenciam que o Município terá muitas dificuldades para resolver as avarias. De acordo com os Bombeiros, uma mulher de 77 anos está desaparecida. Ela foi levada da força da enxurrada nas imediações 20 entre as 20 as buscas35 e 37. As buscas começaram assim que o fato foi pela avenida, e seguem nesta sexta-feira (7). A área central foi uma das mais atingidas pela chuva.

A cidade tem uma característica topográfica que favorece como enxurradas mais fortes, em razão de suas ruas e avenidas em aclive e declive. Além disso, a área urbana é cortada por córregos, entre eles o Aleixo e o Pitangueiras. Este último, com 40km de extensão, é inclusive usado no abastecimento da cidade. Sem espaço para o escoamento, em razão da grande quantidade, a água barrenta percorreu os bairros em velocidade, destruindo tudo o que tinha pela frente.

Carros destruídos após serem arrastados Divulgação enxurrada Foto:

Nos vídeos que circularam por grupos de WhatsApp e outras redes sociais são possíveis, permitindo submersos, outros arrastados e tombados, além de lixo, entulho “navegando” pelas águas.

Num dos pontos de configuração da pluviometria na cidade no bairro Zequinha Amêndola, a estação do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) ininterruptamente em horas 128mm. A chuva começou por volta das 13h e se estendeu, a partir da região, até as 1430. A média na cidade foi de um volume de chuva próximo a 50mm.

Espanto e medo em vários locais

No pontilhão do bairro Los Angeles, a água inundou todo o vão da estrutura viária. Nenhum veículo podia acessar o trecho. “Olha as placas, cobriu tudo. Só água, água demais. Dá para nadar. Vai tudo”, narra um caminhoneiro que fez o vídeo. “Olha lá, um carro indo embora, um carro indo embora. Tchau, foi embora. A mulher desse carro abandonadou o outro carro, em outro ponto da cidade morador.

Em vários pontos da águacupou toda a cidade via pontos de referência de águacupou dos veículos. Nos vídeos a enxurrada está acima do nível da rua, invadindo as casas. Numa das atendimentos, atendeu os bombeiros, um morador pede diz que já ligou O Hora Campinas apurou que as unidades estavam todas em operação, prestando atendimento durante o temporal.

Na Rua 22, próximo à Avenida 41, a força da enxurrada era tanto que era possível ouvir o barulho da correnteza. A águavadiu vários estabelecimentos comerciais daquele setor, tradicional ponto da gastronomia e do entretenimento em Barretos. Nesse trecho, o asfalto foi completamente destruído.

Na Praça da Primavera, que fica numa baixada da Avenida 31, com a Rua 16, a água tomou conta do espaço. Ali, passa um córrego e tem um espelho d’água, além de várias passarelas que facilitam a travessia dos visitantes. Tudo ficou inundado. Moradores das imediações também tiveram suas casas invadidas águas. A Avenida 31 é um corredor que historicamente absorve uma enxurrada de bairros mais altos. A, as pessoas acamadas, foram proteger as pessoas idosas e com as crianças acamadas e.

Praça da Primavera, com alamedas, passarelas e bancos inundados Foto: Divulgação

Asfalto se soltou com a água infiltrada e os carros “navegaram” a flutuar Foto: Divulgação

Fornecimento de água interrompida

Os estragos acabaram gerando impacto no fornecimento de água à população, já que a casa de bombas de uma das estações ficou inundada. Parte da cidade foi prejudicada com o abastecimento. A enxurrada também causou o efeito de uma adutora. Na Avenida Fraternidade Paulista, que liga os bairros Cristiano Carvalho e Barretos 2, dois tradicionais bairros de casas populares da cidade, uma ponte desabou, cortando o acesso entre os dois núcleos urbanos.



Source link

Escreva um Comentário