Bahia tem 72 municípios em situação de emergência – Hora Campinas


Os números de desabrigados e desalojados no sul da Bahia por causa das chuvas que aparecem na última quinta-feira (23) aumentados. Os temporais voltaram a castigar o estado e ao menos 19 cidades foram novamente atingidas. No total, 66 municípios se destacam em situação de emergência.

O governador Rui Costa assinou novo decreto que inclui mais 47 cidades na lista de municípios em situação de emergência. Com a atualização, o estado passa a ter 72 com a medida vigente. São 37 cidades que estão embaixo d’água, segundo o governador.

As chuvas causaram o rompimento de duas barragens e a morte de mais uma pessoa neste fim de semana, elevando o número de morte para 18 desde novembro. Mais de 11 mil pessoas foram desalojadas e cerca de 4 mil estão desabrigadas.

No município de Itambé, no Sudoeste da Bahia, uma barragem da região se rompeu no sábado à noite. Em comunicado nas redes sociais, a prefeitura local pediu que moradores da margem do rio Verruga foram retirados com urgência.

A barragem fica no distrito de Iguá, em Vitória da Conquista, município que fica a quase 60 km de distância, mas o córrego da barragem também atinge rios que chegam até Itambé.

A população atingida chega perto de 380 mil pessoas de 66 municípios, como Ilhéus, Porto Seguro, Prado e Vitória da Conquista.

Sem Twitter, muitos moradores publicaram relatos e vídeos das inundações. E o alerta sobre a região deve continuar. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), região sul da Bahia continua com status de Perigo e Perigo Potencial para chuvas intensas.

Nas áreas mais graves, existe a possibilidade de chuvas entre 30 e 60 milímetros por hora e ventos entre 60 e 100 milhas por hora.

Porto Seguro está entre os municípios atingidos pelas chuvas. Foto: Isac Nóbrega / PR

De acordo com o Inmet, há risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e descargas elétricas.

A Defesa Civil Nacional já liberou R $ 17,5 milhões aos municípios baianos afetados pelas chuvas para ações de resposta ao desastre natural e reconstrução de infraestrutura danificada.



Source link

Escreva um Comentário